História de Funilândia

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Por volta de 1670, depois de ter assassinado o fidalgo Dom Rodrigo de Castelo Branco, o bandeirante Borba Gato (Manoel Borba Gato) desceu o Rio das Velhas, em busca do ouro; era de conhecimento sua existência tanto nas margens quanto no leito do rio. Foi então que chegaram em um ponto que o rio se estreitava, rico em formação rochosa, onde encontraram o precioso metal. Prevendo que permaneceria naquele local por longo tempo, Procurou então um local em que o clima não castigava como nas margens do rio da Velhas, e também atrás de boas terras e água para um pequeno plantio para a manutenção do grupo, estes foram apenas os desbravadores, pois obcecados com o ouro que havia rio abaixo foram em busca. O local só obteve moradores fixos em 1792 quando cerca de 30 pessoas chegaram junto de Manoel Francisco de Abreu, que receberá uma sesmaria de terras do rei de Portugal Dom João VI e, logo, formou se o povoado de Funil. A cidade, que já foi distrito de Sete Lagoas e Jequitibá, foi emancipada em 1962. Em 2010 tinha uma população de 3.854 habitantes. Faz limites Jequitibá, Sete Lagoas, Prudente de Morais, Matozinhos, Baldim. Acesso rodoviário: BR 040 e MG 238 – MG 010, BR 424, AMG 105. Distâncias: da capital: 60 km, hoje tem aproximadamente 5 mil habitantes. O atual Prefeito é José Inácio Pereira (PMDB). a secretaria do desenvolvimento social é a Sra. Flávia Rodrigues de Freitas. As principais atividades econômicas são agricultura e pecuária. Pertencente a região metropolitana. Situada próximo de Baldim, Prudente de Moraes, e cidade de Sete Lagoas. A cidade ainda desfruta de uma belíssima flora e uma fauna já ameaçada pelo impacto populacional.

Adaptação, texto, e fotos por Barbosa

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.